vim de lá.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011 às 21:55
-----------------------------------------------------

ah, meus amigos bêbados, poetas sem livros, músicos sem discos, cineastas sem filmes, dos que conversam por citações, que atuam doidos por aí com dinheiro trocado, trocando os dias pela noite e as noites por coisa alguma..

guardo eu nova esperança!
porque a velha é sem sentido
(coisa estranha de guardar..)

2 comentários

  1. ive negrini Says:

    fiquei tristíssima pois na (re)postagem dum texto meu, acabei perdendo um comentário teu. bem, bem bonito. muito obrigada.
    mas acabei lendo-me neste último texto teu... eu: a cineasta sem filme (pelo menos por enquanto).
    Você: adjetivíssimo;

  2. :)